Ce em Destaque
Baturité

Mulher de 80 anos é presa por manter clínica de aborto clandestino

O casal foi encaminhado para a Delegacia Regional de Baturité, onde Audira foi autuada por crimes contra a saúde pública, e Francisco por posse irregular de arma de fogo

23/09/2019 07h47
Por: Redação Ceará em Destaque

As investigações da polícia na região do Maciço de Baturité resultaram na prisão de uma senhora de oitenta anos e o esposo dela, suspeitos de manterem uma clínica de aborto clandestino no município de Baturité. A prisão aconteceu na última sexta-feira. 

O trabalho policial iniciou após denúncias anônimas informando a existência de uma clínica clandestina de práticas abortivas, localizada em um estabelecimento comercial no Centro de Baturité. Chegando ao local os agentes identificaram Audira Paixão dos Santos (80), sem antecedentes criminais, responsável por vender medicamentos e por realizar os procedimentos abortivos. 

Segundo os policias civis, durante as diligências acerca do caso, Francisco Valmir dos Santos (72), esposo de Audira, foi localizado na casa do casal, no bairro Lages, onde foram encontrados dois revólveres e munições. O casal foi encaminhado para a Delegacia Regional de Baturité, onde Audira foi autuada por crimes contra a saúde pública, e Francisco por posse irregular de arma de fogo. A Polícia Civil segue investigando o caso.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.