Ce em Destaque
Disputa política

Deputado diz que prefeito do Ceará promove inaugurações evitando sua presença

O acirramento, agora, intensificou a oposição entre o deputado estadual licenciado Leonardo Araújo (MDB) e o atual prefeito de Uruburetama, o interino Artur Nery (PCdoB)

17/09/2019 14h17Atualizado há 2 meses
Por: Redação Ceará em Destaque
Fonte: Do jornal O Povo

As areninhas continuam no centro das disputas políticas localizadas na base do governador do Ceará, Camilo Santana (PT). O acirramento, agora, intensificou a oposição entre o deputado estadual licenciado Leonardo Araújo (MDB) e o atual prefeito de Uruburetama, o interino Artur Nery (PCdoB), que assumiu o Executivo municipal após afastamento de Dr. Hilson Paiva (PCdoB), preso acusado de sucessivos crimes sexuais no exercício da ginecologia.

Araújo ressaltou ao O POVO Online ter sido ele e o deputado federal Eduardo Bismarck (PDT) - amigos e aliados -, além do ex-senador Eunício Oliveira (MDB), os responsáveis pela articulação junto ao Governo do Ceará que resultou na implantação do equipamento ali. No entanto, ele prosseguiu, os dois não foram convidados para a inauguração, que aconteceria no último dia 11, uma quarta-feira.

"Deixa eu te dizer, na realidade o prefeito fez uma agenda de inauguração sem combinar com os deputados mais votados no município. Isso partiu de uma tratativa por parte do prefeito, numa tentativa de esconder os reais idealizadores", disparou o deputado.

Em nota publicada em rede social no último dia 10, a Prefeitura de Uruburetama alega que o adiamento se deveu ao choque de agenda outra inauguração da escola municipal Dalva Tomé. Araújo contrapõe a versão oficial, afirmando que a alteração de data ocorreu para que ele e Bismarck possam estar presentes. "O prefeito tenta fazer uma média em cima de obras que não são dele", critica o emedebista. 

Aliado do prefeito afastado, Araújo tem bases eleitorais no município - embora tenha nascido em Parambu, no Sertão dos Inhamuns. Foi, inclusive, o deputado mais votado da cidade, com 2.818 sufrágios. O segundo mais votado ali, para se ter ideia, foi Tin Gomes (PDT). O pedetista teve 1.971 votos. 

Em meio a desentendimentos, a inauguração está prevista para a próxima sexta-feira, 20. O emedebista diz que não mandará nenhum "recado" ao prefeito, que deve estar presente. "Seis vereadores estarão comigo. Vou mencionar eles e parabenizar", afirma. Todos estes parlamentares são oposição à atual gestão.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.