Ce em Destaque
Orçamento reduzido

Cidadania e Educação são pastas mais afetadas em corte de R$ 1,4 bi

Quando anunciou o corte, no dia 20, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que a medida deveria atingir somente uma pasta para, nas suas palavras, “matar um ministério só”

31/07/2019 08h03
Por: Redação Ceará em Destaque
Fonte: Agência Brasil

Os Ministérios da Cidadania, da Educação e da Economia serão as pastas mais afetadas pelo novo contingenciamento (bloqueio de verbas) de 1,443 bilhão de reais, anunciado na semana passada. A distribuição dos cortes consta de decreto publicado em edição extraordinária do Diário Oficial da União na noite da última terça-feira (30)

Quando anunciou o corte, no dia 20, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que a medida deveria atingir somente uma pasta para, nas suas palavras, “matar um ministério só”. O político também se referiu ao valor do contingenciamento como “uma merreca”.

Pela legislação, o governo teria até esta terça-feira 30 para editar um decreto definindo os novos limites de gastos por ministérios e órgãos. A pasta mais afetada foi a da Cidadania, que perdeu 619,2 milhões de reais. Em segundo lugar, vem o Ministério da Educação, com 348,5 milhões de reais bloqueados. Em terceiro, está o Ministério da Economia, com 282,6 milhões de reais retidos.

Em quarto lugar na lista, o Ministério do Turismo teve 100 milhões de reais bloqueados. Foram afetados ainda os Ministérios da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (corte de 59,8 milhões de reais); da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (54,7 milhões de reais); das Relações Exteriores (32,9 milhões de reais ) e do Meio Ambiente (10,2 milhões de reais).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.