Ce em Destaque
Estado de emergência

Chuvas fortes em Recife já causaram morte de 12 pessoas

Cidades tiveram decreto de emergência e há vários desabrigados e deslizamentos de terra

25/07/2019 08h27
Por: Redação Ceará em Destaque
Fonte: Agência Brasil
(Foto: reprodução TV Globo)
(Foto: reprodução TV Globo)

As prefeituras de Olinda, Abreu e Lima, Igarassu e Vicência, todas na região metropolitana de Recife (PE), decretaram situação de emergência em virtude das fortes chuvas que caem na região. Foram registradas ao menos 12 mortes por conta dos temporais, de acordo com o Corpo de Bombeiros.

Na capital de Pernambuco, o acumulado de chuvas dos últimos cinco dias equivale ao volume de 20 dias da média histórica para o período. A prefeitura de Recife alerta para o risco de deslizamento de terra em virtude dos terrenos estarem encharcados após a grande quantidade de água. As chuvas prejudicaram a volta às aulas da rede pública de ensino. Segundo a prefeitura, 10% das escolas não puderam reiniciar as aulas.

Em Olinda, vias foram destruídas e barreiras deslizaram. Com o decreto de situação de emergência, fica autorizada a entrada em casas para prestar socorro ou determinar a evacuação do local. Segundo a prefeitura, choveu o equivalente a 20 dias nas últimas 12 horas. Nas informações mais atualizadas da Defesa Civil, constam 110 pessoas desabrigadas.

O decreto do prefeito Marcos José da Silva, que determina a situação de emergência em Abreu e Lima, confirma que seis pessoas morreram no município. As aulas, que também voltariam hoje, tiveram seu reinício suspenso.

A prefeitura informou ainda que alguns postos de saúde não funcionaram nesta quarta-feira porque médicos e enfermeiros residentes em outros municípios não estão conseguindo chegar aos postos para trabalhar.

Em Vicência, as áreas mais afetadas pelas chuvas foram Comunidade Cristã e Bairro Nova Vicência 3. A prefeitura pede aos moradores das áreas de risco que deixem suas casas e procurem um local seguro.

Segundo o prefeito, Guiga Nunes, as pessoas desabrigadas estão recebendo auxílio-aluguel e se deslocando para áreas seguras.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.